Total de visualizações de página

domingo, 30 de novembro de 2008

Aprendi que quando não tenho mais forças para carregar meu fardo, Deus o tira das minhas costas e ainda me carrega no colo...


Recebi...
Gostei!!!
O Colo de Deus
Quando te sentires só e desamparada,
Saibas que existe um lugar reservado
Para que possas descansar teu espírito
E voltar a florescer como as manhãs de primavera.
Um lugar onde podes abandonar teus conflitos, teus medos,
Pois estarás em eterna segurança e proteção.
Um lugar onde nada te pode ferir e nem assombrar-te
Porque é feito de luz e sabedoria.
Um lugar onde poderás chorar em paz
Pela saudade sentida do teu verdadeiro Lar.
Um lugar onde poderás falar de ti
Porque serás ouvido com amor e atenção.
Um lugar onde não precisas de adornos,
Porque serás reconhecido como o Filho de Deus.
Um lugar onde podes ficar em quietude,
Porque encontrarás a paz.
Um lugar onde sentirás o quanto és amada e valiosa
Porque encontrarás os teus iguais.
Tu estás no Colo de Deus.
Desfruta, porque ele te pertence por toda a eternidade!
*Desc.autoria*

sexta-feira, 28 de novembro de 2008

Quem tem amigos pode se dizer feliz...


Meus amigos são todos assim: metade loucura, outra metade santidade. Escolho-os não pela pele, mas pela pupila, que tem que ter brilho questionador e tonalidade inquietante.
Fico com aqueles que fazem de mim louco e santo.
Deles não quero resposta, quero meu avesso.
Que me tragam dúvidas e angústias e agüentem o que há de pior em mim.
Para isso, só sendo louco.
Louco que senta e espera a chegada da lua cheia.
Quero-os santos, para que não duvidem das diferenças e peçam perdão pelas injustiças.
Escolho meus amigos pela cara lavada e pela alma exposta.
Amigo que não ri junto, não sabe sofrer junto.
Meus amigos são todos assim: metade bobeira, metade seriedade.
Não quero risos previsíveis, nem choros piedosos.
Pena, não tenho nem de mim mesmo, e risada, só ofereço ao acaso.
Quero amigos sérios, daqueles que fazem da realidade sua fonte de aprendizagem, mas lutam para que a fantasia não desapareça.
Não quero amigos adultos, nem chatos.
Quero-os metade infância e outra metade velhice.
Crianças, para que não esqueçam o valor do vento no rosto e velhos, para que nunca tenham pressa.
Tenho amigos para saber quem eu sou, pois vendo-os loucos e santos, bobos e sérios, crianças e velhos, nunca me esquecerei de que a normalidade é uma ilusão imbecil e estéril.

sexta-feira, 21 de novembro de 2008

Você é uma estrela!


"No universo existem algumas estrelas...
Que brilham mais do que as outras...
E VOCÊ é uma delas!"

Você é uma estrela...

Quando um sonho se torna realidade, a gente nem acredita.
Não sabe se chora, se ri ou grita. Se belisca. Abre e fecha os olhos. Apalpa.

Talvez esteja em nossa natureza, não acreditar na realização dos próprios sonhos.

A gente espera, mas no fundo não acredita.

Olhamos para eles, como olhamos para o arco-íris e para as estrelas...
Lindos, encantadores, maravilhosos e inatingíveis.

Gostamos de olhar, mesmo cientes de que nunca poderemos tocá-los. O fato de existirem já é um encanto e um milagre Divino.

Assim, vamos nos satisfazendo... Nos acomodando... E o tempo passando.

Mas,podemos muito mais!
Lembre:-se: Você é uma estrela! Acredite. Corra atrás dos seus sonhos...

Muitas vezes, olhando para o que os outros conseguem realizar... Pensamos que eles têm muita sorte. Não nos incluímos nessa categoria.

Mas, se um dia resolvessemos pegar as sete cores do arco-íris e trazer pra realidade das nossas vidas, nós veríamos que não é uma questão de sorte... Que nós também podemos.

Se aproveitássemos o brilho das estrelas para iluminar nosso caminho, poderíamos ver a estrada com mais nitidez.

Muitas vezes, vivemos de cinza por opção, pois a vida é colorida, é intensa.

Vamos olhá-la com olhos nus. Tocá-la. Vivê-la. Amá-la. Correr atrás do que desejamos e, esticar os braços até alcançarmos.

Subir escadas, transpor barreiras. Lutar pelo que sonhamos. Brigar, se for preciso. Chorar, mas de pé.

Quem sabe assim, a gente não se surpreenda tanto, quando nossa mão atingir, mesmo se timidamente, uma das cores do arco-íris ou a ponta de uma estrela.

Talvez outros se surpreendam. Mas nós não! Por que acreditamos.

Por que dentro de nós, sabíamos que o caminho poderia ser longo, mas que um dia chegaríamos lá.
*Autor desc.*

quinta-feira, 20 de novembro de 2008


Quando as pessoas descobrem a beleza
que carregam na alma, logo se dão conta
das infinitas possibilidades de transformação
que podem realizar em suas vidas.
Quando penso em desistir...
Lembro-me da esperança que me move.
"Quando admiro a maravilha
de um pôr-do-sol ou a beleza
de um luar, minha alma
se expande em reverência
ao Criador."
*Mahatma Gandhi*

"Tudo começa pequeno nessa vida; E só cresce se o permitimos!"


"A gente ama enquanto pode...
Esquece quando percebe que é preciso...
E aprende que só vale a pena lutar
por aquilo que vale a pena conquistar!"
*Autor desc.*

quarta-feira, 19 de novembro de 2008


"Há pessoas que nos roubam...
Há pessoas que nos devolvem!"

quinta-feira, 13 de novembro de 2008

Sem perder a capacidade de sorrir e amar... Lembrarei para sempre: " nos perigos, a inocência é uma grande defesa".


A garota fazia a pé o percurso até a escola, tanto na ida como na volta. Certo dia, de volta para casa, desabou uma forte tempestade. Como era o horário que a filha deveria estar saindo da escola a mãe dirigiu-se para o local, pois imaginava que a filha estaria apavorada com tantos raios e trovões.
Quando encontrou a menina andando no meio da tempestade, a mãe reparou, surpresa, que, a cada relâmpago a criança olhava para cima e sorria.
Finalmente, quando a filha entrou no carro, a mãe, curiosa, comentou:
- Você parecia não estar com medo da chuva, pois reparei que estava sorrindo a cada relâmpago.
- Claro, mãe - respondeu a garota - O céu não para de tirar fotos minhas!!
E quero que Deus me veja sempre sorrindo.
*Autor desc.*
A inocência e a sinceridade são sem dúvidas... A doçura e a cumplicidade das relações humanas!!!
Deus guarde você no coração dele!

quarta-feira, 12 de novembro de 2008

Quero saber de você...


"Gostaria que pensasse em mim... Como alguém que se importa com você..."
Não me importa o que você faz para sobreviver.
Quero saber qual a sua dor e se você tem coragem de encontrar o que seu coração anseia.
Não me importa saber sua idade.
Quero saber se você se arriscaria parecer como um louco por amor, pelos seus sonhos pela aventura de estar vivo.
Não me importa saber quais planetas estão quadrando sua lua.
Quero saber se você tocou o âmago de sua tristeza, se as traições da vida lhe ensinaram, ou se omitiu por medo de sofrer.
Quero saber se você consegue sentar-se com as dores,minhas ou suas, sem se mexer para escondê-las, diluí-las ou fixá-las.
Quero saber se você pode conviver com a alegria, minha ou sua, se pode dançar com selvageria e deixar o êxtase preenchê-lo até o limites em lembrar de suas limitações de ser humano.
Não me importa se a estória que você me conta é verdadeira.
Quero saber se você é capaz de desapontar o outro para ser verdadeiro para si mesmo, se pode suportar a acusação da traição e não trair sua própria alma.
Quero saber se você pode enxergar a beleza mesmo que não sejam bonitos todos os dias, e se pode perceber na sua vida a presença de Deus.
Quero saber se você pode viver com as falhas, suas e minhas, e ainda estar de pé na beira do lago e gritar para o prateado da lua cheia.... "Sim"!
Não me importa saber onde você mora ou quanto dinheiro tem.
Quero saber se você pode levantar depois de uma noite de pesar e desespero exausto, e fazer o que tem de fazer para as crianças.
Não me importa saber quem você é, ou como veio parar aqui.
Quero saber se você estará ao meu lado no centro do fogo sem recuar.
Não me importa saber onde, o que, ou com quem você estudou.
Quero saber o que sustenta o seu interior quando todo o resto desaba.
Quero saber se você pode estar só consigo mesmo e se verdadeiramente gosta da companhia que carrega em seus momentos vazios.
Feliz caminhada a todos...Desejo que encontrem a coragem e sabedoria para serem verdadeiros consigo mesmos.
*Oriah Mountain Dreamer*

quinta-feira, 6 de novembro de 2008

Se foi bom encontrar você? Sim, maravilhoso!!!


Deus me deu Você...
Para que eu me enxergasse,
Para manter-me forte... Ajudar-me a tocar em frente.
Deus me deu Você
Para partilhar meu coração e minha alma,
Para trazer-me coragem e esperança,
Para ensinar-me o significado do Amor...
Deus me deu Você
Para aceitar-me como sou,
Para entender minhas dificuldades,
Para que eu tivesse um Amigo de verdade.
Deus me deu Você
Para trazer-me lições,ajudar-me a crescer
E fortalecer meu espírito.
Deus me deu Você
Para dar-me esperanças,clarear meus pensamentos
E encorajar os meus sonhos.
Deus me deu Você
Para inspirar-me a ser o melhor que eu possa,
Para mostrar-me a importância da verdade e da alegria
De oferecer meu coração ao conforto de um outro coração.
Deus me deu Você
Para ensinar-me a deixar as tristezas de lado,
Para eu declarar-me vulnerável quando assim estou
E para mostrar meu verdadeiro eu...
E minhas ocultas esperanças.
Deus me deu Você
Para amar,para assumir e entregar minha confiança
Da forma que eu sempre quis.
Ele me deu Você
Porque tinha um plano:
Ensinar-me que a beleza não está no que vemos,
e sim no que sentimos...
Ele me deu Você
Para fazer-me Feliz...
E dentro de mim recriar o amor!
*Autor desc.*

Já segurei nas mãos de alguém por medo, já tive tanto medo, ao ponto de nem sentir minhas mãos. Já escondi um amor com medo de perdê-lo, já perdi um amor por escondê-lo. Já me afastei de pessoas que amava, já me arrependi por isso.
Já passei noites chorando até pegar no sono, já fui dormir tão feliz, ao ponto de nem conseguir fechar os olhos. Já acreditei em amores perfeitos, já descobri que eles não existem. Já amei pessoas que me decepcionaram, já decepcionei pessoas que me amaram. Já passei horas na frente do espelho tentando descobrir quem sou, já tive tanta certeza de mim, ao ponto de querer sumir. Já menti e me arrependi depois, já falei a verdade e também me arrependi. Já fingi não dar importância às pessoas que amava, para mais tarde chorar quieta em meu canto. Já sorri chorando, já chorei de tanto rir. Já acreditei em pessoas que não valiam a pena, já deixei de acreditar nas que realmente valiam. Já tive crises de riso quando não podia.Já senti muita falta de alguém, mas nunca lhe disse. Já gritei quando deveria calar, já calei quando deveria gritar. Muitas vezes deixei de falar o que penso para agradar uns, outras vezes falei o que não pensava para magoar outros. Já fingi ser o que não sou para agradar uns, já fingi ser o que não sou para desagradar outros. Já contei piadas e mais piadas sem graça, apenas para ver um amigo feliz. Já inventei histórias com final feliz para dar esperança a quem precisava. Já sonhei demais, ao ponto de confundir com a realidade... Já tive medo do escuro, hoje no escuro " me agacho, fico ali, me acho,". Já cai inúmeras vezes achando que não iria me reerguer, já me reergui inúmeras vezes achando que não cairia mais. Já liguei para quem não queria apenas para não ligar para quem realmente queria.Já chorei ao ver um carro partindo, por ele levar embora, quem eu amava. Já chamei por minha mãe no meio da noite fugindo de um pesadelo. Mas ela não apareceu e foi um pesadelo maior ainda.Já chamei pessoas próximas de "amigo" e descobri que não eram... Algumas pessoas nunca precisei chamar de nada e sempre foram e serão especiais para mim... Não me dêem fórmulas certas, porque eu não espero acertar sempre.
Não me mostrem o que esperam de mim, quero seguir meu coração!
Não me façam ser o que não sou. Não sei amar pela metade...
Não sei voar com os pés no chão.
*Autor desc*

quarta-feira, 5 de novembro de 2008

Sentir-se amado é mais do que saber-se amado...


Diante de uma vitrine atrativa, um menino pergunta o preço dos filhotes à venda. - Entre 30 e 50 dólares, respondeu o dono da loja.
O menino puxou uns trocados do bolso e disse:
- Eu só tenho 2,37 dólares, mas eu posso ver os filhotes?
O dono da loja sorriu e chamou Lady, que veio correndo, seguida de cinco
bolinhas de pêlo. Um dos cachorrinhos vinha mais atrás, mancando de forma visível. Imediatamente o menino apontou aquele cachorrinho e perguntou:
- O que é que há com ele? O dono da loja explicou que o veterinário tinha examinado e descoberto que ele tinha um problema na junta do quadril, sempre mancaria e andaria devagar. O menino se animou e disse:
- Esse é o cachorrinho que eu quero comprar! O dono da loja respondeu:
- Não, você não vai querer comprar esse. Se você realmente quiser
ficar com ele, eu lhe dou de presente.
O menino ficou transtornado e, olhando bem na cara do dono da loja,
com o seu dedo apontado, disse: - Eu não quero que você o dê para mim. Aquele cachorrinho vale tanto quanto qualquer um dos outros e eu vou pagar tudo. Na verdade, eu lhe dou 2,37 dólares agora e 50 centavos por mês, até completar o preço total. O dono da loja contestou:
- Você não pode querer realmente comprar este cachorrinho. Ele nunca
vai poder correr, pular e brincar com você e com os outros cachorrinhos.
Aí, o menino abaixou e puxou a perna esquerda da calça para cima, mostrando a sua perna com um aparelho para andar. Olhou bem para o dono da loja e respondeu:- Bom, eu também não corro muito bem e o cachorrinho vai precisar de alguém que entenda isso.
Todos nós precisamos de alguém que nos compreenda e nos ame do jeito que somos.

segunda-feira, 3 de novembro de 2008

A amizade é o ninho do amor...



Da amizade há o despertar do amor...
É através dela... Que um coração
acolhe e agasalha o outro.
*Autor desc.*